Cidade

Festival Vozes do Brasil leva mais de 30 horas de arte ao TCA; veja

A agenda cultural deste sábado (18) está com a programação cheia para todos os gostos e publicos poderem planejar o seu dia. [Leia mais...]

[Festival Vozes do Brasil leva mais de 30 horas de arte ao TCA; veja]
Foto : Divulgação

Por Laura Lorenzo no dia 17 de Março de 2017 ⋅ 19:15

A agenda cultural deste sábado (18) está com a programação cheia para todos os gostos e publicos poderem planejar o seu dia. 

Veja:

Festival Vozes do Brasil

O projeto busca oferecer para o público apresentações musicais e manifestações artísticas de qualidade. Contará com shows, performances de teatro e dança, além da exposição fotográfica Vozes do Brasil no TCA, em homenagem aos 50 anos do TCA e aos músicos do estado.

Entre as presenças confirmadas encontram-se a atriz e bailarina Ana Paula Bouzas, o pianista e maestro Ricardo Castro, a cantora e violonista Rosa Passos, o grupo Os Filhos dos Caras e o sambista Arlindo Cruz. Cada artista representará um movimento – a exemplo da Tropicália – e diferentes artistas da música brasileira, como Vinicius de Moraes, Gal Costa e Elis Regina.

  • 17/3 a 19/3
  • 13h às 23h
  • Teatro Castro Alves
  • R$ 40 e R$ 20

 

Renato Piaba em Boteco Piaba

A proposta é que o artista atue em uma ambientação de boteco, com bate-papo, música, dança e descontração, onde receberá convidados especiais da música e do teatro baiano. A cada dia, Piaba apresentará um artista convidado do para uma “canja”.

  • 18/3, 19/3, 25/3 e 26/3
  • Sab, 22h, dom, 21h
  • Teatro Jorge Amado (Pituba)
  • R$ 60 e R$ 30

 

A Bofetada

A Cia Baiana de Patifaria está em cartaz com o espetáculo consagrado A Bofetada, comemorando 30 anos de trajetória.

  • Ate 26/3
  • Sab, 21h, dom, 20h
  • Teatro Sesc Casa do Comércio
  • R$ 50

 

Festival das Periferias Ano 3 – Cada Quebrada um Ritmo

Música, dança, teatro e performance farão parte da programação do Festival das Periferias Ano 3 – cada quebrada um ritmo, marcada para os dias 15 a 18 de março, em Plataforma, Subúrbio Ferroviário de Salvador. Além das apresentações artísticas, o Festival ainda contará com seminário, minicursos e o 1º Concurso Música de Favela. O show de encerramento ficará por conta da cantora Larissa Luz.

  • 15/3 a 18/3
  • 19h
  • Espaço Cultural Alagados
  • Grátis


Mostra Espaço Feminino

A Mostra Espaço Feminino homenageia as mulheres, trazendo premiados filmes sobre a temática. Serão exibidas as obras: As Constituintes,  Excluídas do Paraíso , A Festa dos Outros e Doce Refúgio. 

  • 16/3 a 20/3
  • 15h e 17h
  • Sala Walter da Silveira (Barris)
  • Grátis


Clécia Queiroz – Quintais

A cantora baiana Clécia Queiroz celebra os 20 anos do lançamento do seu primeiro CD Chegar à Bahia com o show Quintais. As apresentações contam com participações especiais, como do cantor e compositor Raymundo Sodré e do Grupo Botequim. No repertório, músicas do seu mais novo disco, que leva o nome do show, além de alguns sucessos da carreira.

  • 17/3 e 18/3
  • 20h30
  • Café Teatro Rubi (Sheraton da Bahia Hotel)
  • R$ 60


Poesia Agora

O escritor carioca Lucas Viriato, curador da Poesia Agora – maior exposição de poesia já realizada no país, em cartaz na CAIXA Cultural Salvador. Nepal Legal e Índia Derradeira foram escritos entre 2013 e 2016 e publicados pela OrganoGrama Livros, ambos sobre uma mesma viagem ao Oriente, realizada pelo autor entre janeiro e abril de 2013.

  • 14/3 a 28/5
  • ter a dom, 9h às 18h
  • CAIXA Cultural Salvador
  • Grátis


Jam no Mam

O JAM no MAM é o projeto que leva aos finais de semana do Museu de Arte Moderna de Salvador uma trilha sonora especial, baseada no estilo das jam sessions. O local tem uma das mais belas vistas da cidade e o projeto acontece no pôr do sol. 

  • 18/3
  • 18h
  • Museu de Arte Moderna da Bahia
  • R$ 4,00 (Meia) e R$ 8,00 (Inteira) 


DESZMandamentos

DESZMandamentos  intitula a exposição de Tonico Portela, com trabalhos fruto de uma investigação, em curso, no doutorado em poéticas visuais,  no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais-PPGAV, Escola de Belas Artes-EBA, UFBA. Sua pesquisa tem como tema as impressões e como aprofundamento a relação que se estabelece entre arte e espiritualidade no seu processo criativo.

  • Até 9/4, ter a sex
  • 13h às 19h; sab e dom, 14h às 18h
  • Museu de Arte da Bahia
  • Grátis


Exposição Tomie Ohtake – Cor e Corpo

Considerada como um dos maiores nomes da arte brasileira no século 20, a artista plástica Tomie Ohtake dedicou sua vida ao abstracionismo, sendo reconhecida e premiada internacionalmente. Em Tomie Ohtake – Cor e Corpo, exposição inédita, gravuras, esculturas e pinturas revelam a maestria dos seus mais de 60 anos de produção ininterrupta

  • 8/3 a 23/4, ter a dom
  • 9h às 18h
  • Caixa Cultural Salvador
  • Grátis


Os Pássaros de Copacabana

Nos anos 60, uma transexual sonha em fazer um grande espetáculo, encomendado por seu amante, cantando os maiores sucessos do compositor Ary Barroso, um dos célebres nomes da Música Popular Brasileira. Enquanto ensaia seus números, a personagem mostra sua intimidade e as memórias durante conturbados dias de 1964.

  • Até 1/4, sab e dom
  • 20h
  • Teatro Molière (Aliança Francesa)
  • R$ 40 e R$ 20

 

Samba no Mercado Modelo com o grupo Aquarela Do Samba

O Aquarela do Samba é um grupo formado por admiradores do verdadeiro samba clássico, amigos que se reuniram para tocar e relembrar músicas de compositores famosos ou não, sambas que já embalaram muitas gerações e até hoje emocionam.

  • Aos sábados
  • 15h
  • Mercado Modelo
  • R$ 20

 

Blues na Varanda

Álvaro Assmar é natural de Salvador e começou a tocar violão aos 6 anos de idade influenciado pelos Beatles e a Jovem Guarda que acontecia nos anos 60.´Nunca frequentou escola de música, e por esta razão, se tornou autodidata desde o primeiro momento.Ganhou a sua primeira guitarra elétrica com 17 anos e teve algumas experiências de "hard rock" com o grupo CABO DE GUERRA  onde atuou até 1992.Foi o criador do primeira banda de blues na Bahia, o BLUES ANÕNIMO, onde atuou até 1993.

  • 18/3
  • 22h
  • Varanda do Sesi - Rio Vermelho
  • R$ 30 (Couvert) 


Casa Castro Alves estreia espetáculo em homenagem às mulheres

O espetáculo Loucas do Riacho  une reflexões sobre a representação da loucura, a performatividade de gênero e a simbologia da água. A ideia contribui ainda para reflexão sobre performance de gênero, no calendário de atos políticos e artísticos pelo Dia Internacional da Mulher. No espetáculo, seis atrizes-dançarinas e um ator-dançarino dramatizam os fluxos de um rio e o público se vê convidado a mergulhar nessas águas, onde as dimensões de arte e ritual se aproximam. A direção e concepção é de Raiça Bomfim, com realização da Gameleira Artes Integradas. Segundo Raiça Bomfim o espetáculo é desdobramento de outro, intitulado Ofélia – Sete Saltos para se Afogar.

  • 9/3, 10/3, 11/3, 17/3, 18/3, 24/3 e 25/3
  • 17h
  • Casa Castro Alves (Pelourinho)
  • R$ 10 e R$ 5


‘Como acabar seu casamento’

A comédia que tem autoria de Vinnicius Morais e é dirigida por Alan Miranda (um dos atores), traz personagens e histórias que mostram ao público os versos e avessos de um casamento. Voltada para quem casou, vai casar ou quer ter boas razões para permanecer solteiro, é construída a partir dos encontros e desencontros de casais que se conheceram na juventude e se reencontram anos depois.

  • 18/03
  • 20h
  • Teatro Módulo
  • R$ 40 (Inteira) | R$ 20 (Meia)


Mell Blera, Lais Fennel e Dezirer Kocx

A noite intitulada de Sexo com Mell será quente e super apimentada. Apresentações de Mell Blera, Lais Fennel e Dezirer Kocx.

  • 18/3
  • 23h
  • Boate Tropical Club
  • R$ 40 (com nome na lista até 00h) e R$ 45 (sem nome na lista após 00h)

Notícias relacionadas