Cidade

"Vaquinha online" para tratamento de criança com doença grave na pele bate meta

A família de Letícia, de apenas 10 anos, que tem Dermatite Atópica Crônica Grave, uma doença inflamatória grave que causa lesões avermelhadas pelo corpo, conseguiu ultrapassar a meta inicialmente estabelecida, de R$ 5 mil, em uma "vaquinha" online para custear o tratamento de pele da menina.[Leia mais...]

[
Foto : Reprodução/Facebook

Por Paloma Morais no dia 01 de Outubro de 2017 ⋅ 19:23

A família de Letícia, de apenas 10 anos, que tem Dermatite Atópica Crônica Grave, uma doença inflamatória grave que causa lesões avermelhadas pelo corpo, conseguiu ultrapassar a meta inicialmente estabelecida, de R$ 5 mil, em uma "vaquinha" online para custear o tratamento de pele da menina. A campanha, intitulada “Faça a Lety voltar a sorrir”, foi iniciada por meio de uma página criada no Facebook, em agosto, e arrecadou um pouco mais de R$ 7 mil até o momento. 


Muito grata pelas doações, a mãe da menina, Janete do Vale, de 33 anos, afirmou ao Metro1, neste domingo (01), que com o valor arrecadado ela conseguirá pagar as 30 sessões da fototerapia, que consiste no uso de um tipo de luz especial, a Luz Emitida por Diodo (LED), receitada pelos médicos após outros tipos de tratamentos não funcionarem, e que pode amenizar as lesões no corpo da garota. Porém, segundo Janete, é necessário arrecadar um valor maior. Isso porque depois que começou a "vaquinha", a orientação médica recomendou também um medicamento, a Ciclosporina, que custa R$ 500 reais a caixa com 50 comprimidos e que deve ser usado pelo período de pelo menos um ano. Além disso, a família já gasta mais de mil reais com outros remédios mensalmente e precisa se mudar da atual casa onde mora por ela ser úmida e piorar o estado de saúde de Lety.


"Graças a Deus e ao apoio de todos, conseguimos um valor expressivo. Serei eternamente grata a todos, porém, temo pela saúde da minha filha. Estamos aguardando os resultados dos exames que sairão só em novembro para dar início ao tratamento de fototerapia e ciclosporina. O dinheiro só dá para a fototerapia, porque também tem as medicações de uso contínuo", contou.


>>> Clique aqui e ajude na vaquinha <<<

"Vaquinha online" arrecada recursos para tratamento de criança baiana com doença de pele grave


Janete, que também é mãe de Lavínia, de 6 anos, explicou que resolveu criar a "vaquinha" após a dificuldade em conseguir o tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS), já que a família, que sobrevive com apenas um salário mínimo, provindo do pai das crianças, não tem condições de arcar com os altos gastos em um hospital particular. "O problema é a burocracia e a demora. Para se ter ideia, os exames simples realizados pelo SUS, só terei os resultados em novembro. O tratamento de fototerapia desde junho estou tentando e sem conseguir", contou, acrescentando que não pode mais esperar com sua filha, desde a última quinta (28), apresentando febre proveniente de um processo infeccioso. Para quem quiser contribuir com a campanha é só acessar o link da “vaquinha online” e ajudar com qualquer quantia.

 

Notícias relacionadas

[Salvador recebe Semana do Clima; veja programação]
Cidade

Salvador recebe Semana do Clima; veja programação

Por Metro1 no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 11:20 em Cidade

Evento reúne líderes, formuladores de políticas, atores regionais e globais para discutir ações climáticas para a América Latina e o Caribe