Cidade

Lojistas temem queda nas vendas após greve dos rodoviários

Sindicato diz que, neste momento, não é possível estimar a queda do número de vendas

[Lojistas temem queda nas vendas após greve dos rodoviários]
Foto : Elói Corrêa/GOVBA

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 23 de Maio de 2018 ⋅ 09:00

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio, Paulo Motta, afirmou que o setor acompanha com “preocupação” a decisão dos rodoviários de decretar greve, após não conseguir firmar acordo com empresários.

“[A paralisação] vai trazer, no início, danos operacionais, já que os funcionários terão dificuldades para chegar ao local de trabalho. Os lojistas vão ter que ter criatividade para lidar com isso. E, infelizmente, a tendência é que, com a greve, venha acontecer também uma diminuição de consumidor, que terá dificuldade para ter acesso às áreas comerciais. Então, teremos uma queda na produção de venda”, afirmou, em entrevista ao Metro1.

De acordo com Motta, o comércio de rua é quem mais vai sofrer com a decisão dos rodoviários de cruzar os braços, já que, segundo ele, os clientes de shopping, em sua maioria, têm carro. O sindicalista disse que, no momento, não é possível estimar a queda do número de vendas.

“Causa muita preocupação [a greve] pela maneira intransigente e de radicalização das duas partes [empresários e rodoviários], que devem pensar na produtividade econômica da cidade”, frisou.

Notícias relacionadas