Cidade

Rodoviários e Governo dialogam para minimizar impactos de demissões após VLT

Segundo o secretário Bruno Dauster, a expectativa é que o dano seja o menor possível

[Rodoviários e Governo dialogam para minimizar impactos de demissões após VLT]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 20:10

O secretário Estadual da Casa Civil, Bruno Dauster, afirmou, à Rádio Metrópole, nesta segunda-feira (19), que o Governo do Estado e o Sindicato dos Rodoviários já dialogaram para tentar amenizar os impactos de possíveis demissões por causa da implantação do Veículo Leve de Transporte (VLT).

“No momento em que começasse a operação. O sindicato tivesse uma cota para apresentar de possíveis motoristas ou cobradores que fossem desempregados em função de redução do número de ônibus e levá-los para que pudessem ter treinamento e se incorporarem ao sistema VLT. Isso já foi discutido”, disse durante o Jornal da Cidade – II Edição.

Na ocasião, o secretário explicou ainda que a expectativa é que o impacto seja o menor possível, e ponderou: “Isso se conseguirmos trazer novas atividades econômicas para Região Metropoliana e Salvador”.

O VLT vai ligar Salvador à Ilha de São João, em Simões Filho, município da região metropolitana. A proposta é que o equipamento também chegue à estação Acesso Norte do metrô, perfazendo um total de 22 quilômetros de extensão.

Notícias relacionadas

[Mercado Municipal de Cajazeiras: 2 anos em reforma ]
Cidade

Mercado Municipal de Cajazeiras: 2 anos em reforma 

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Setembro de 2019 ⋅ 09:00 em Cidade

A Superintendência de Obras Públicas (Sucop) não respondeu, mas o Diário Oficial do Município denunciou: a empresa vencedora da licitação foi a Qualy Engenharia