Cidade

Cátia Raulino: com seis ações no MP, caso pode ter novo desdobramento na próxima semana

Inquérito policial ainda não foi concluído; delegado promete novidades a partir da próxima segunda-feira

[Cátia Raulino: com seis ações no MP, caso pode ter novo desdobramento na próxima semana]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 18 de Setembro de 2020 ⋅ 11:05

A investigação sobre a suposta jurista Cátia Raulino ainda não foi concluída pela Polícia Civil da Bahia, que prevê novidades na próxima semana. Ao todo, seis representações contra ela foram protocoladas no Ministério Público da Bahia (MP-BA). Em contato com o Metro1, o delegado Antônio Carlos Magalhães Santos disse que uma coletiva de imprensa deve ser marcada na próxima semana com novidades sobre o caso. Ele não informou se a advogada já entregou os diplomas que ostentava nos currículos online.

No fim de agosto, após prestar depoimento, Cátia Raulino entregou somente “encartes de palestras” para demonstrar que nunca se apresentou como advogada, e documentos sobre a acusação de plágio. Para o delegado, os documentos não refutaram a acusação das alunas, no entanto, ainda estão em análise.

Nas redes sociais, Cátia Raulino se apresentava como doutora, mestra e bacharel em direito. ACM Santos diz que a investigação procura a confirmação, ou não, das titularidades junto as instituições em que ela afirma ter obtido os diplomas.

Leia mais: 

>> Advogado processa Cátia Raulino por estelionato e denuncia racismo por universidade
>> Suposta jurista também se passou por representante da Câmara Chinesa de Comércio
>> Acusada de falsa titulação, Cátia Raulino pode ter de pagar indenização a instituições e alunos
>> Cátia Raulino vai depor na quarta-feira, afirma advogado
>> Cátia Raulino não é encontrada por Polícia Civil: ‘Ela evaporou’, diz delegado do caso
>> MP pede abertura de inquérito contra suposta jurista acusada de exercício ilegal e plágio
>> Cátia Raulino: Universidades baianas que contrataram ‘professora’ se esquivam de responsabilidade
>> Acusada de plágio por alunas, suposta jurista coordenou curso e deu aula como doutora em Salvador
>> Caso Cátia Raulino: suposta jurista apresentou ‘diplomas’ a faculdade de Alagoinhas
>> Ministério Público já recebeu seis denúncias contra Cátia Raulino

Notícias relacionadas