Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Editorial

Brasil é 'o único país em que a chegada da vacina derrota o presidente', diz MK; ouça

MK ainda criticou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que mentiu ao dizer que nunca recomendou o "tratamento precoce" com hidroxicloroquina

[Brasil é 'o único país em que a chegada da vacina derrota o presidente', diz MK; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 19 de Janeiro de 2021 ⋅ 08:26

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (19), Mário Kertész celebrou a distribuição da vacina Coronavac aos estados brasileiros. As primeiras doses chegaram ontem a Salvador e já foram enviadas aos municípios do interior baiano. Além de comemorar o início da imunização, MK alfinetou o presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores.

"Eu acho que o pessoal que é mais ligado ao presidente não deve se vacinar, ou pode virar jacaré, o homem começar a falar fino, nascer barba na mulher... Ou será que eles vão deixar isso de lado? O Brasil é um país tão peculiar... A gente, aliás, tem que começar dando risada, e com alegria, porque estamos vivos, fortes alguns, outros nem tanto, mas lutando pra ficar, embora tenhamos mais de 200 mil brasileiros e brasileiras mortos. O Brasil é o único país do mundo em que a chegada da vacina derrota o presidente. Ele diz que é gripezinha, que atleta não precisa", disse.

MK ainda criticou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que mentiu ao dizer que nunca recomendou o "tratamento precoce" com hidroxicloroquina. "Quando o couro começou a comer lá em Manaus, o ministro Pazuello, aquela figura portentosa, mandou 120 mil comprimidos de hidroxicloroquina, pra quê? Se os diretores da própria Anvisa, na maioria nomeados pelo presidente atual, pelo Messias, disseram que não serve pra nada. Em vez de mandar oxigênio e respiradores e outras coisas, mandou cloroquina. Depois, o ministro faz uma ginástica para se desdizer, ele fala e depois ele vem dizer que não foi tratamento precoce. Em verdade vos digo, esse povo não sabe de nada", pontuou.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas