Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Domingo, 21 de abril de 2024

Home

/

Notícias

/

Editorial

/

Clientes da Moura Dubeux relatam a MK dificuldade para registrar imóveis

Editorial

Clientes da Moura Dubeux relatam a MK dificuldade para registrar imóveis

Em abril do ano passado, a Metropole já havia denunciado irregularidades na venda de apartamentos do empreendimento Undae Ocean

Clientes da Moura Dubeux relatam a MK dificuldade para registrar imóveis

Foto: Metropress/Fernanda Vilas Boas

Por: Metro1 no dia 29 de fevereiro de 2024 às 13:02

Atualizado: no dia 04 de março de 2024 às 18:51

Compradores de apartamentos de um empreendimento da construtora Moura Dubeux na orla do bairro de Ondina, em Salvador, estão tendo dificuldades para registrar seus imóveis. A informação foi revelada na manhã desta quinta-feira (29), pelo radialista Mário Kertész no Jornal da Metropole no Ar.

“Chegou pra mim a informação de que quem comprou aqueles edifícios na Ondina, da Moura Dubeux, no dia 6 deste mês o síndico ou líder do grupamento de moradores, Luiz Machado Bisneto, fez uma correspondência para a construtora dizendo que vão entra com uma ação judicial, porque eles não estão conseguindo registrar os imóveis, nem pra vender, nem pra ter o imóvel. Tem mais de um ano que eu anunciei que ia acontecer isso. Vocês não acreditaram, a Moura Dubeux disse que não tinha problema nenhum e tem. Vamos ver o que ela vai dizer. Agora ela continua extremamente prestigiada”, disse.

Em abril do ano passado, a Metropole já havia denunciado irregularidades na venda de apartamentos do Undae Ocean. Entre eles, estava um imbróglio judicial com os credores da área onde seria abrigada a construção. Na época todas as unidades já haviam sido vendidas. A construtora chegou a ser expulsa da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) e já foi intimada pela Justiça para prestar esclarecimentos sobre uma denúncia envolvendo a suposta ausência de Registro de Incorporação (RI) por parte da construtora. MK, no entanto, questionou o resultado dessas ações. 

 “Há muito tempo, a Ademi expulsou e entrou com um processo criminal contra Moura Dubeux, que o processo sumiu, entrou em segredo de Justiça, foi pra lá e pra cá e sumiu [...] A Ademi não se pronuncia, a Justiça não se pronuncia, a polícia não se pronuncia, pronto, dissolveu”, afirmou o radialista, apontando o grau de influência que a construtora tem no estado.

“Tem um relacionamento extraordinário com algumas esferas de governo aqui na Bahia. Eles fizeram inclusive o hotel que era o Meridiano, depois passou para Pestana. Foi parar na mão deles pra fazer um retrofit. Compraram o antigo Othon e fizeram, com ajuda do ex-prefeito ACM Neto, os prédios em Ondina, uma barreira monstruosa, coisa horrorosa. E a prefeitura, além de tudo, ainda fez obras ali pra valorizar. Quando eles disseram que iam ficar com o Pestana, fizeram um lançamento lá no gabinete de Bruno Reis. Eles têm prestígio”, declarou.