Editorial

MK sobre vitória de Bolsonaro: 'Faremos oposição naquilo que não estiver certo e aplaudiremos o que for positivo'; veja

Para o comunicador, o Partido dos Trabalhadores saiu enfraquecido do pleito deste ano

[MK sobre vitória de Bolsonaro: 'Faremos oposição naquilo que não estiver certo e aplaudiremos o que for positivo'; veja]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Metro1 no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 07:59

Em comentário após o resultado do segundo turno, do qual saiu eleito Jair Bolsonaro (PSL), Mário Kertész afirmou esperar um bom governo, com respeito às minoria e à Constituição. Apesar do resultado, o comunicador faz um aceno às oposições e à busca pela resistência, contra o derrotismo e a apatia.

"Parabéns presidente Jair Bolsonaro. Você foi eleito pela maioria do povo brasileiro democraticamente. Desejo, espero que o seu governo seja de respeito às minorias, à Constituição, e que lute e consiga bons resultados no seu mandato. Fora disso é o derrotismo, é a apatia, é a entrega e eu, nos meus quase 75 anos, me recuso a me entregar, a desistir, então, faremos oposição naquilo que estiver certo e aplaudiremos o que for positivo, com a mesma liberdade de sempre", disse o comunicador no programa de hoje (29), na Rádio Metrópole.

Em busca de explicações para a vitória do capitão reformado, MK apontou para a insatisfação do povo brasileiro à forma como o PT governava. "Essa foi a vontade do povo, porque o povo chegou a isso, porque não aguentava mais o desprezo da elite política e da elite empresarial, intelectual do país em relação às suas principais demandas. Não foi atoa que Jair Bolsonaro foi eleito presidente, o que se pode dizer e tem razão e é certo é que muita gente votou em Bolsonaro porque tem horror ao PT", afirmou. 

Para o comunicador, o Partido dos Trabalhadores saiu enfraquecido do pleito deste ano. "Conseguiu eleger senadores, governadores, 52 deputados da bancada do partido dele que tinha um só. E conseguiu vencer todos os políticos convencionais do país. O mais derrotado de todos se chama o PT, Lula, a figura de Lula e na figura de Gleisi Hoffmann, a sua destrambelhada presidente que jogou contra a candidatura de Fernando Haddad. Mas o povo brasileiro se cansou da corrupção, da forma cínica que essa corrupção foi tratada durante muito tempo, inclusive e principalmente, pelo PT, PMDB, PTB e todos os partidos aliados", explicou.

Sobre o êxito da campanha do petista Fernando Haddad na Bahia, Mário Kertész relacionou a votação ao governo do também petista Rui Costa. "Tem uns que dizem que o PT só ganhou no nordeste pelos nordestinos serem ignorantes, isso não é verdade. O PT aqui ganhou na Bahia porque tem um grande governo, Rui Costa. O que fez com que Haddad ganhasse em todas as urnas e em quase todos os municípios do estado da Bahia, não é porque é ignorante é porque eles viram o lado bom, o lado crítico", ponderou o comunicador.

Assista: 

Notícias relacionadas