Editorial

Família Bolsonaro 'tem a obrigação' de explicar repasses para ex-assessor, diz MK; ouça

Levantamento do Coaf foi um dos assuntos do comentário de hoje no Bom Dia com Mário Kertész

[Família Bolsonaro 'tem a obrigação' de explicar repasses para ex-assessor, diz MK; ouça]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Metro1 no dia 12 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:40

A investigação dos repasses feitos para o ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), Fabrício Queiroz, foi um dos assuntos do comentário de Mário Kertész, hoje (12), na Rádio Metrópole. Segundo levantamento do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda, a maior parte dos depósitos foi realizada em dias de pagamento dos salários dos servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). MK classificou a movimentação como "roubo" e "imoralidade".

"O Flávio Bolsonaro até agora [está em] silêncio. Sérgio Moro, também em silêncio, todo mundo na moita. Isso não pode ficar assim. (...) A família Bolsonaro, mais do que qualquer outra, tem a obrigação, porque fizeram uma campanha calcada no combate à corrupção, na honestidade, na mudança de costumes da política brasileira. Então não venham fazer como fez o [futuro ministro da Casa Civil] Onyx Lorenzoni: pedir desculpas e botar uma tatuagem 'conhecereis a verdade e ela vos libertará', que aliás é o lema do presidente eleito", analisou MK, acrescentando que o relatório do Coaf menciona assessores de outros vinte deputados da Alerj, adeptos de práticas semelhantes à identificada no caso de Flávio Bolsonaro. A lista inclui parlamentares do PSC, do PSol, do PT e de outros partidos.

"Não adianta a gente chegar, como muita gente tentou, e dizer 'olha, vamos fazer o seguinte: o que passou, passou, daqui para a frente a gente vira honesto'. Não. Porque se for assim, vai ter que soltar todo mundo que está na cadeia. Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Lula, o pessoal da OAS e da Odebrecht, todo mundo", comentou.

Mário Kertész ainda falou sobre o envolvimento do deputado federal Benito Gama (PTB-BA) no esquema de compra de apoio para o senador Aécio Neves (PSDB-BA) e sobre a concessão do selo internacional de qualidade de praias Bandeira Azul à localidade de Ilha dos Frades.

Confira:

Notícias relacionadas