Editorial

MK diz que conflitos entre poderes são 'preocupantes' para a democracia; assista

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész ainda afirmou que não considera correto generalizar o STF como "corrupto", nem defender o seu fechamento

[MK diz que conflitos entre poderes são 'preocupantes' para a democracia; assista]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Metro1 no dia 17 de Abril de 2019 ⋅ 08:47

As polêmicas que envolvem recentes decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) e os conflitos internos do Poder Judiciário brasileiro foram os assuntos do comentário de Mário Kertész, hoje (17), na Rádio Metrópole. MK afirmou que, embora não queira ser "anunciador do Apocalipse", considera a situação preocupante em relação à integridade das instituições e da "frágil" democracia brasileira.

"O ministro Alexandre de Moraes se achou no direito de fazer voltar ao Brasil aquilo que nós pensávamos que houvesse acabado completamente em 1985 e na Constituição de 1988, que é a censura à imprensa. Eu gostei da declaração do presidente Jair Bolsonaro, que se disse totalmente favorável à liberdade de expressão", disse Kertész, sobre o caso da censura à reportagem da revista Crusoé. De acordo com ele, embora os ministros do STF cometam erros, não é correto generalizar toda a instituição como corrupta, nem defender o seu fechamento.

MK ainda fez críticas à postura de revisionismo histórico de membros do governo federal sobre a ditadura militar, a exemplo do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e apontou que os conflitos entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário podem abrir um precedente perigoso. "Isso parece a construção, a passos largos, para se chegar àquele ponto em que se diz 'a democracia não consegue resolver os graves problemas do nosso povo e temos que apelar para um regime mais forte'. Essa história é velha", disse.

Assista:

Notícias relacionadas