Editorial

MK cobra reconhecimento a Octávio Mangabeira na Fonte Nova; ouça

Durante comentário, Kertész ainda considerou "ótima" a ideia do presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, de boicotar a Arena: "É preciso que haja a chamada resistência civil"

[MK cobra reconhecimento a Octávio Mangabeira na Fonte Nova; ouça]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Metro1 no dia 08 de Outubro de 2019 ⋅ 10:44

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (8), Mário Kertész defendeu a mudança do nome da Itaipava Arena Fonte Nova e cobrou maior reconhecimento ao ex-governador da Bahia, Octávio Mangabeira. Para ele, a manutenção do atual nome, definido por causa de um acordo comercial entre o Governo do Estado e a cervejaria Petrópolis, não se justificaria, já que em 2016, uma mudança no contrato passou a prever a possibilidade de novas negociações de naming rights (direitos de nome).

"A Arena Fonte Nova tem o nome da Itaipava porque todo ano essa cervejaria, cujo presidente, segundo me consta, continua preso, pagava ao Estado tantos milhões por mês, acho que R$ 10 milhões por mês. Ela passou a pagar R$ 7 milhões, cortou R$ 3 milhões que correspondiam, segundo informações que eu tenho, exatamente ao pagamento para manter o nome lá. Ora, se ela não paga mais esse dinheiro, por que é que essa arena continua tendo esse nome? Por que é que não bota Arena Octávio Mangabeira, que é o nome original, que [o senador e ex-governador] Jaques Wagner prometeu e não cumpriu? (...) Sempre foi chamado de Estádio Octávio Mangabeira, trocaram por um nome ordinário, ordinário no sentido de comum. É uma coisa comercial? Bom, se paga, paga bem, ótimo, é bom pro Estado, tá certo. Agora, se não paga, tá lá por quê? Quem é que segura isso? Quem é que tem interesse nisso? Ou será que ninguém se lembra que isso não existe ou não deveria existir mais?", criticou.

MK manifestou apoio ao projeto de lei apresentado pelo presidente da Câmara, vereador Geraldo Júnior (SD), para liberar a entrada de produtos alimentícios em estabelecimentos de cultura e lazer. Ele ainda considerou "ótima" a ideia do presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, de promover um boicote ao consumo de cerveja dentro da Arena Fonte Nova. "Você sai de qualquer bairro de Salvador com seu filho ou sua filha. Se leva um biscoitinho, uma água, não entra não! Tem que consumir lá, tem que marchar na mão deles, no preço que eles cobram lá. Essa atitude que Bellintani tomou em relação à cerveja, eu acho ótima. Ótima! Quer vender cerveja cara, não vende! Pronto! (...) É preciso, rapaz, que haja a chamada resistência civil, porque o que a gente tá vendo é a morte da cultura no país, sendo atacada violentamente", disse.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas