Editorial

MK ironiza dinheiro na cueca de senador e pandemia 'superdimensionada' de Bolsonaro; ouça

Denúncia contra a vereadora Ana Rita Tavares também foi assunto do comentário: "Acho esse caso um absurdo e não vou parar de falar até que haja uma solução"

[MK ironiza dinheiro na cueca de senador e pandemia 'superdimensionada' de Bolsonaro; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 15 de Outubro de 2020 ⋅ 08:11

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (15), Mário Kertész falou sobre a ação da Polícia Federal que flagrou dinheiro na cueca e entre as nádegas do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo de Jair Bolsonaro.

"Vocês se lembram que uma vez, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, pegaram dinheiro na cueca de um assessor do deputado José Guimarães, que é irmão de José Genoino? Foi um escândalo, claro, e tinha que ser. Agora pegaram dinheiro na cueca do senador vice-líder do governo, Chico Rodrigues, do Democratas. E estão colocando junto uma live em que o presidente Bolsonaro diz que tinha uma relação quase estável com esse cidadão. Rapaz, as pessoas não aprendem, né?", ironizou.

MK também citou a declaração do presidente Bolsonaro, que classificou a pandemia de coronavírus no Brasil como "superdimensionada", e analisou o cenário da crise sanitária no mundo. "Pois é. Tivemos mais de 150 mil mortes. Eu vi um estudo que diz que na Índia, onde também o bicho está pegando e pegou, você tem 80 mortos por milhão de habitantes. Nos EUA, 667 mortos por milhão. No Brasil, onde o presidente diz que a pandemia foi superdimensionada, 709 mortos por milhão. Portugal tá trancando um bocado de coisa. Na França, Paris e várias cidades com toque de recolher. Aqui é toque de abrir. É praia, tudo bem, as pessoas estão cansadas, entendo perfeitamente. E rezo, porque nesse momento a queda do número de mortos é grande, de infectados também, rezo para que isso se mantenha, não venha nenhuma nova onda. Agora, todo cuidado continua sendo pouco", disse.

A denúncia contra a vereadora Ana Rita Tavares, candidata à reeleição pelo PT em Salvador, também foi assunto do comentário. O caso da parlamentar, que deve mais de R$ 100 mil de aluguel a uma senhora de 88 anos, é um dos destaques do Jornal da Metrópole desta semana. "Eu soube que ela anda dizendo que não pode pagar o aluguel que está atrasado porque, nesta casa da senhora de 88 anos, ela tem mais de 800 cães, 600 e tantos gatos, e é um trabalho, que ela tem que dar ração. Tá. E ela chamou essa senhora que é dona da casa pra ser sócia do empreendimento? E fica procurando, inclusive, um vereador amigo meu, que não vou fulanizar, dizendo que só ele consegue que ela converse comigo. Eu não quero conversar com ela. Não tenho nada contra nem a favor dela. Acho esse caso dela um absurdo e não vou parar de falar até que haja uma solução", pontuou.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas