Esportes

Capitão do Vitória nega pedido de jogadores pela permanência de Argel

O capitão do Vitória, Willian Farias, esteve presente na sala de imprensa para fazer um pronunciamento em defesa do elenco e do técnico Argel Fucks, que está ameaçado no cargo após críticas da torcida no jogo diante do Galícia, na última quinta-feira (2), em Pituaçu. Durante seu discurso, Farias acabou negando a versão dada pelo diretor de futebol do Leão da Barra, Sinval Vieira, que afirmou ao Metro1 que os jogadores haviam pedido que Argel continuasse treinando o time. [Leia mais...]

[Capitão do Vitória nega pedido de jogadores pela permanência de Argel]
Foto : Divulgação/Maurícia da Matta/ECV

Por Matheus Simoni no dia 04 de Março de 2017 ⋅ 08:46

O capitão do Vitória, Willian Farias, esteve presente na sala de imprensa para fazer um pronunciamento em defesa do elenco e do técnico Argel Fucks, que está ameaçado no cargo após críticas da torcida no jogo diante do Galícia, na última quinta-feira (2), em Pituaçu. Durante seu discurso, Farias acabou negando a versão dada pelo diretor de futebol do Leão da Barra, Sinval Vieira, que afirmou ao Metro1 que os jogadores haviam pedido que Argel continuasse treinando o time. O dirigente reiterou o pedido dos atletas em coletiva logo após a fala do capitão,na tarde da última sexta-feira (3). 

"O grupo se fechou e pediu pela não saída de Argel. Mas não estamos falando de saída. O grupo, os 20 jogadores que estavam no vestiário, me pediram para não tirar Argel. Não que isso tivesse decidido e que iria acontecer. Quando um grupo pede a permanência do técnico, não é inteligente tirar o treinador. O grupo quer Argel", declarou Sinval.

Horas antes do pronunciamento de Sinval Vieira, o volante deu outra versão sobre o caso do vestiário e comentou que os jogadores se sentem bem sob o comando do treinador. "O grupo gosta dele, cara. É um treinador que está sofrendo bastante críticas. Muito se falou do vestiário. Já está errado quando vaza alguma coisa. Vestiário é para jogador, comissão e diretoria. E o que acontece tem que ficar ali e não sair. Houve sim uma conversa, mas não para ele sair, foi sobre o jogo, que jogamos mal. Isso houve, mas nada de jogador pedindo para Argel ficar", disse Willian Farias. 

Notícias relacionadas