Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Aras diz que decisão sobre federalização do caso Marielle compete ao STJ

Declaração foi dada em entrevista ao programa Em Foco, da GloboNews, gravada antes da reportagem da Rede Globo sobre o caso

[Aras diz que decisão sobre federalização do caso Marielle compete ao STJ]
Foto : Rosinei Coutinho/SCO/STF

Por Juliana Rodrigues no dia 30 de Outubro de 2019 ⋅ 12:00

O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse em entrevista ao programa Em Foco, na GloboNews, que compete ao Superior Tribunal de Justiça a decisão sobre se procede ou não o “incidente de federalização” no caso Marielle Franco.

A entrevista foi gravada na segunda (28) e vai ao ar hoje (30). Ontem (29), segundo o blog de Andreia Sadi, no G1, a produção do programa entrou em contato com a assessoria do procurador, para saber se ele queria se manifestar a respeito da reportagem do Jornal Nacional que mostra uma citação a Jair Bolsonaro por um porteiro do condomínio onde mora o presidente e um dos acusados de matar a vereadora.

Em resposta, a assessoria disse que o assunto não é com a PGR, e os jornalistas estão sendo orientados a buscar o Ministério Público do Rio. Como há uma citação ao presidente, o caso Marielle pode passar a ser de responsabilidade do Supremo Tribunal Federal (STF).

Perguntado sobre a federalização durante o programa Em Foco, Aras respondeu: "Olha, na verdade, existe uma discussão entre o MPF, no que toca a minha antecessora, e o MP estadual do Rio. Compete ao STJ decidir se vai julgar procedente ou improcedente o incidente de federalização número 24".

Notícias relacionadas