Mundo

Carne Fraca: acionistas movem ação coletiva nos EUA contra JBS e BRF

Após a Polícia Federal (PF) deflagrar a operação Carne Fraca no último dia 17 de março, as empresas investigadas que possuem negócios no exterior ou ações negociadas na Bolsa de Nova York, os chamados 'American Depositary Receipts' (ADRs), começaram a sentir as consequências da ação. [Leia mais...]

[Carne Fraca: acionistas movem ação coletiva nos EUA contra JBS e BRF]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 27 de Março de 2017 ⋅ 19:28

Após a Polícia Federal (PF) deflagrar a operação Carne Fraca no último dia 17 de março, as empresas investigadas que possuem negócios no exterior ou ações negociadas na Bolsa de Nova York, os chamados 'American Depositary Receipts' (ADRs), começaram a sentir as consequências da ação.

Na última semana, o escritório de advogacia norte-americano Rosen Law Firm entrou com uma ação coletiva na Justiça dos Estados Unidos representando um grupo de investidores em ações da JBS que se sentiram prejudicados pela omissão de informações por parte da empresa.

O escritório brasileiro Almeida Advogados também integra o processo. Uma ação coletiva similar pode ser aberta contra a empresa BRF. Tanto a JBS quanto a BRF são investigadas na Operação Carne Fraca. Em nota, a JBS esclareceu que "não foi formalmente citada na ação e, portanto, não vai comentar o caso".

Notícias relacionadas