Política

Rodrigo Janot sobre Lula: “Ser ministro não blinda ninguém”

Diretamente da Suíça, o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, comentou nesta quinta-feira (17), as gravações de conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que foram divulgadas na última quarta-feira (16) e rebateu as críticas de Lula que reclamou da falta de gratidão de Janot. O procurador disse que chegou a essa posição por mérito próprio. [Leia mais...]

[Rodrigo Janot sobre Lula: “Ser ministro não blinda ninguém”]
Foto : Wilson Dias / Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 17 de Março de 2016 ⋅ 15:31

Diretamente da Suíça, o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, comentou nesta quinta-feira (17), as gravações de conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que foram divulgadas na última quarta-feira (16) e rebateu as críticas de Lula que reclamou da falta de gratidão de Janot. O procurador disse que chegou a essa posição por mérito próprio. 

"Que ingratidão? O que eu posso dizer é que eu entrei no meu cargo por concurso público, tenho 32 anos de carreira, percorri toda a minha carreira", disse à Globo News. "Se eu devo a algúem esse meu cargo é à minha família", completou.

Janot ainda afirmou que “ser ministro não blinda ninguém” e que a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil “não muda nada” para as investigações contra o petista. "Vou pegar os processos que estão em Curitiba, trazer para o Supremo (Tribunal Federal) e dar continuidade tal qual aconteceu em Curitiba. Sem diferença nenhuma", disse.

Notícias relacionadas