Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Política

Líder da oposição anuncia boicote da bancada a votações de interesse do governo na Alba

Reconduzido ao posto, Alan Sanches cobra pagamento das emendas impositivas

Líder da oposição anuncia boicote da bancada a votações de interesse do governo na Alba

Foto: Divulgação

Por: Jairo Costa Jr. no dia 22 de fevereiro de 2024 às 16:24

Reconduzido nesta quinta-feira (22) à liderança da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o deputado estadual Alan Sanches (União Brasil) anunciou um boicote da bancada a votações de projetos de interesse do Executivo até que o governador Jerônimo Rodrigues (PT) libere emendas impositivas previstas no Orçamento deste ano. 

“Queremos apenas que o governador cumpra a lei. Ele já se comprometeu algumas vezes a liberar os recursos, inclusive pela imprensa, mas a promessa não sai do papel”, criticou.  “Nós cobramos ao menos um cronograma, uma previsibilidade para o pagamento das emendas, para que a gente possa destinar recursos aos municípios que representamos e precisam de ajuda”, emendou.

Pressionado também por parlamentares da base aliada, Jerônimo justificava a retenção das emendas ao fato de que, em 2023, o Orçamento foi elaborado no governo Rui Costa. Coube a ele somente executá-lo. Como o deste ano é de sua autoria, a oposição cobra o cumprimento da promessa.

"Não há possibilidade de firmar nenhum acordo para votação de projetos com a bancada da maioria enquanto não houver a execução das emendas impositivas que todos os parlamentares têm direito pela legislação", acrescentou. Lei aprovada ano passado na Alba, elevou de 0,33% para 0,7% a fatia que cada um dos 63 deputados tem no bolo orçamentário destinado a emendas. 

Em valores, a fatia de subiu de R$ 2,38 milhões para aproximadamente R$ 6 milhões. Ano que vem, o índice saltará para 1% ou cerca de R$ 8,5 milhões. O aumento de percentual fez parte do pacote negociado por Jerônimo para facilitar a aprovação de projetos prioritários do governo em 2023.