Política

Dois em cada 10 prefeitos vão desistir da reeleição na Bahia, aponta pesquisa

Segundo um levantamento feito pela União dos Municípios da Bahia (UPB) e divulgado pelo jornal A Tarde, dois em cada 10 prefeitos devem desistir da reeleição no estado. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 09 de Agosto de 2016 ⋅ 09:50

Segundo um levantamento feito pela União dos Municípios da Bahia (UPB) e divulgado pelo jornal A Tarde, dois em cada 10 prefeitos devem desistir da reeleição no estado. De acordo com a publicação, 62 dos 308 gestores municipais não devem concorrer ao cargo mais uma vez. Eles alegam dificuldades financeiras, o medo de entrarem na malha fina do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e a dificuldade de arrecadação para a campanha eleitoral em ano de vacas magras.

O jornal diz ainda que outros 14 prefeitos estão pensando se serão candidatos. A desistência da reeleição é tem acontecido em diversos estados. No estado, com esse número, serão aproximadamente 20% dos gestores.

“Na Bahia, cerca de 80% dos municípios não possuem receita própria, dependem do Fundo de Participação dos Municípios, com a crise, esse recurso foi reduzindo em 10% e as despesas com pisos salariais, insumos, energia elétrica cresceram. No momento em que a receita cai, o gestor responde pelo aumento do índice de gasto com pessoal mesmo não tendo tido atuação direta para isso acontecesse. É um injusto”, disse a presidente da UPB, Maria Quitéria, em entrevista ao jornal A Tarde.

Notícias relacionadas

[Geddel Vieira Lima é diagnosticado com coronavírus]
Política

Geddel Vieira Lima é diagnosticado com coronavírus

Por João Brandão no dia 08 de Julho de 2020 ⋅ 18:03 em Política

Ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel foi ministro nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Michel Temer e está preso desde 2017

[Bolsonaro ironizava uso de máscara: 'Coisa de viado']
Política

Bolsonaro ironizava uso de máscara: 'Coisa de viado'

Por Metro1 no dia 08 de Julho de 2020 ⋅ 09:02 em Política

O uso de máscara é recomendado para todas as pessoas, independente da orientação sexual, pois diminui a taxa de transmissão do vírus que causa a Covid-19