Política

Rui Costa ameaça romper contrato da folha de pagamento do Estado com Banco do Brasil

Durante entrevista a jornalistas de Salvador nesta terça-feira (12), na Governadoria, o governador Rui Costa revelou que estuda suspender a validade do contrato da administração estadual com o Banco do Brasil para processamento da folha de pagamento dos servidores baianos. [Leia mais...]

[Rui Costa ameaça romper contrato da folha de pagamento do Estado com Banco do Brasil]
Foto : Paula Fróes/GOVBA

Por Matheus Simoni e Matheus Morais no dia 12 de Setembro de 2017 ⋅ 19:02

Durante entrevista a jornalistas de Salvador nesta terça-feira (12), na Governadoria, o governador Rui Costa revelou que estuda suspender a validade do contrato da administração estadual com o Banco do Brasil para processamento da folha de pagamento dos servidores baianos. O motivo é o imbróglio envolvendo a demora da estatal em liberar o empréstimo de R$ 600 milhões para o Executivo estadual. O valor já havia sido liberado pelo governo federal, mas chegou a ser suspenso no início do segundo semestre.

Membros da bancada baiana do Senado pressionaram o presidente Michel Temer, que autorizou o repasse. No entanto, o montante ainda não foi depositado nas contas do Governo do Estado.

De acordo com Rui, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) já deu início à uma avaliação para cancelar o contrato. \"Na minha opinião, o Banco do Brasil está rompendo unilateralmente o contrato com o estado da Bahia ao não cumprir suas obrigações, inclusive o direito de processar a folha de pagamento. Fico triste com funcionários de carreira que hoje são diretores do banco se submeterem a esse tipo de coisa do joguete político da pior qualidade possível. Esperava nunca mais ver isso acontecer no Brasil\", declarou o governador.

Notícias relacionadas

[Lava Jato: 64ª fase mira André Esteves]
Política

Lava Jato: 64ª fase mira André Esteves

Por Alexandre Galvão no dia 23 de Agosto de 2019 ⋅ 08:32 em Política

Um dos alvos seria o banqueiro e dono do BTG, André Esteves. A casa e a sede do banco de Esteves são alvos de busca e apreensão