Política

\"Sociedade espera do Senado que não seja parcial\", diz Lídice sobre afastamento de Aécio

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), líder da legenda no Senado, falou nesta segunda-feira (16) sobre a votação que vai decidir sobre o afastamento de Aécio Neves do seu mandato na Casa e disse esperar que o ʹSenado autoriza que a determinação do Supremo [Tribunal Federal] seja cumpridaʹ. [Leia mais...]

[\
Foto : Reprodução / Facebook

Por Laura Lorenzo no dia 16 de Outubro de 2017 ⋅ 17:26

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), líder da legenda no Senado, falou nesta segunda-feira (16) sobre a votação que vai decidir sobre o afastamento de Aécio Neves do seu mandato na Casa, e disse esperar que o ʹSenado autoriza que a determinação do Supremo [Tribunal Federal] seja cumpridaʹ.

\"É o que eu espero, o que eu vou defender. Que nós possamos cumprir a determinação do Supremo com autorização do Senado para isso. Porque há uma inequívoca quebra de decoro parlamentar praticada pelo senador Aécio e que não pode deixar de ser analisada, não é possível que só haja lei para um lado\", afirmou a senadora. Lídice defendeu ainda que o votação seja aberta. \"Em caso que digam respeito à punição de parlamentares o voto deve ser aberto\", completou.

Lídice ainda disse que o deve Senado prestar contas à população e mostrar que não há parcialidade nas decisões da Casa. \"A sociedade espera do Senado que não seja parcial. Há uma comprovação da quebra de decoro parlamentar grave praticada pelo senador Aécio Neves. Não é possível que o Senado arquive um processo com essa gravidade e abra um processo contra parlamentares que fizeram um protesto na mesa do Senado. Mantenha aberta uma punição contra o senador Lindbergh [Farias] por uma obstrução no Conselho de Ética e permaneça ignorando a quebra de decoro tão grave. Essa situação precisa ser revolvida para que o Senado possa dar uma satisfação à opinião pública\", disse a senadora

Notícias relacionadas