Política

Barroso acusa Gilmar de ter parceria com ‘leniência à criminalidade do colarinho branco’; ouça

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso bateram boca na tarde desta quinta-feira (26), durante uma sessão do julgamento de uma emenda à Constituição do Ceará que extinguiu o Tribunal de Contas dos Municípios. A sessão foi encerrada pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, pouco após a discussão. [Leia mais...]

[Barroso acusa Gilmar de ter parceria com ‘leniência à criminalidade do colarinho branco’; ouça]
Foto : Nelson Jr/SCO/STF

Por Matheus Simoni no dia 26 de Outubro de 2017 ⋅ 17:45

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso bateram boca na tarde desta quinta-feira (26), durante uma sessão do julgamento de uma emenda à Constituição do Ceará que extinguiu o Tribunal de Contas dos Municípios. A sessão foi encerrada pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, pouco após a discussão.

Barroso afirmou que Gilmar Mendes tem parceria com a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco. "Não transfira para mim esta parceria que Vossa Excelência tem com a leniência em relação à criminalidade do colarinho branco", declarou o ministro.

Em outro momento, Gilmar alfinetou Barroso por ele ter sido advogado do italiano Cesare Battisti antes de ocupar a cadeira no STF. "Era gente que não tinha sequer advogado. Não sou advogado de bandidos internacionais", afirmou o ministro.

Confira a discussão:

 

Notícias relacionadas