Política

Gilmar Mendes manda soltar Paulo Preto, suposto aperador de propina do PSDB 

Ele é suspeito de participar de desvio de recursos públicos em obras do governo estadual entre os anos de 2009 e 2011

[Gilmar Mendes manda soltar Paulo Preto, suposto aperador de propina do PSDB ]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 11 de Maio de 2018 ⋅ 18:40

O ministro do STF, Gilmar Mendes, mandou soltar hoje (11) Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Ele é apontado como operador de propina do PSDB. Preto é também ex-diretor da Dersa, empresa paulista de infraestrutura rodoviária. Ele estava preso desde 6 de abril em razão das suspeitas de desvios nas obras do Rodoanel Sul, Jacu Pêssego e Nova Marginal Tietê.

Ele é suspeito de participar de desvio de recursos públicos em obras do governo estadual entre os anos de 2009 e 2011. No período, o governo paulista foi comandado por José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin, todos do PSDB.

Segundo a Folha, ele cogitava fechar acordo de delação premiada.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo