Política

TCU proíbe Sérgio Gabrielli de ocupar cargos públicos por oito anos

Ex-presidente da Petrobras ainda foi multado em R$ 10 milhões

[TCU proíbe Sérgio Gabrielli de ocupar cargos públicos por oito anos]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 21 de Novembro de 2018 ⋅ 19:07

O ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, foi proibido hoje (21), pelo Tribunal de Contas da União, de ocupar cargos públicos pelos próximos oito anos.

De acordo com o G1, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, e o ex-diretor da construtora Agenor, Franklin Magalhães Medeiros, receberam a mesma punição. Os três ainda foram multados em R$ 10 milhões.

Ainda segundo a publicação, Gabrielli, Léo Pinheiro e Medeiros foram punidos no processo que apura superfaturamento nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, que é alvo de diversas auditorias do TCU.

O TCU determinou ainda que a OAS, a Odebrecht, ex-executivos das empresas e da Petrobras ressarçam a estatal em cerca de R$ 1,95 bilhão. Parte do consórcio, a Odebrecht não foi punida com multa por ter assinado um acordo de leniência com outros órgãos.

Notícias relacionadas