Política

Governo vai exonerar presidente do BNB indicado pelo Centrão um dia após a posse

Cabral é alvo de uma apuração conduzida TCU sobre suspeitas de irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda durante sua gestão

[ Governo vai exonerar presidente do BNB indicado pelo Centrão um dia após a posse]
Foto : Marcos Corrêa / PR

Por Luciana Freire no dia 03 de Junho de 2020 ⋅ 16:20

Um dia depois de tomar posse como presidente do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza, Alexandre Cabral, será exonerado do cargo, segundo fontes do governo. A informação foi divulgada hoje (3) pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Indicado para o cargo pelo Centrão, Cabral é alvo de uma apuração conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre suspeitas de irregularidades em contratações feitas pela Casa da Moeda durante sua gestão à frente da estatal, em 2018. O prejuízo é estimado em R$ 2,2 bilhões.

Cabral foi indicado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, na tentativa de evitar uma indicação do PL de Valdemar da Costa Neto. Assessores do presidente garantem que o nome não foi indicação política.

Notícias relacionadas