Quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Política

Antes da eleição começar, ACM Neto e Jerônimo Rodrigues travam batalhas na Justiça Eleitoral

Pré-candidatos ao governo da Bahia vão à Justiça contra propaganda eleitoral antecipada

Antes da eleição começar, ACM Neto e Jerônimo Rodrigues travam batalhas na Justiça Eleitoral

Foto: Montagem/Metropress

Por: Rodrigo Daniel Silva no dia 29 de abril de 2022 às 10:37

Faltam quatro meses para começar oficialmente a campanha eleitoral, mas os principais pré-candidatos a governador da Bahia, ACM Neto (UNIÃO) e Jerônimo Rodrigues (PT), já têm travado batalhas na Justiça Eleitoral.

Nesta semana, o PT conseguiu retirar outdoor de ACM Neto e do deputado federal Paulo Azi (UNIÃO), após o Judiciário entender que era uma campanha antecipada. O Partido dos Trabalhadores, no entanto, perdeu a ação judicial contra o pré-candidato do União Brasil, após denunciá-lo por ter feito carreatas e comícios nas cidades de Santanópolis, Ouriçangas e Aramari.

Neto também já foi à Justiça para evitar que pesquisas eleitorais o atrele ao pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes (PDT). A junção fazia com que o ex-prefeito caísse no desempenho eleitoral, e Jerônimo Rodrigues crescesse quando associado ao ex-presidente Lula. O PT criticou Neto e o acusou de "censura".

Quando o senador Jaques Wagner era o candidato do PT ao governo da Bahia, o partido de ACM Neto moveu ação contra os eventos do governo de inauguração da ponte que liga os municípios de Xique-Xique e Barra. A sigla alegou que foi campanha antecipada para beneficiar Wagner, mas a Justiça discordou e não puniu os acusados

Antes da eleição começar, ACM Neto e Jerônimo Rodrigues travam batalhas na Justiça Eleitoral - Metro 1