Política

Senador Pinheiro pode deixar PT após decisão do STF

A decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou os senadores imunes aos rigores da fidelidade partidária pode abrir portas para o senador baiano Walter Pinheiro deixar o PT. De acordo com a coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder, Pinheiro será uma das baixas na sigla. [Leia mais]

[Imagem not found]
Foto : Milena Marques/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 01 de Junho de 2015 ⋅ 10:51

A decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou os senadores imunes aos rigores da fidelidade partidária pode abrir portas para o senador baiano Walter Pinheiro deixar o PT. De acordo com a coluna de Cláudio Humberto, do Diário do Poder, Pinheiro será uma das baixas na sigla. A saída dele é cogitada principalmente após ter feito críticas à falta de entendimento do governo federal com os anseios população.

A medida também beneficia Marta Suplicy, que seguirá para o PSB. É esperado ainda que os senadores petistas Paulo Paim (RS) e Lindbergh Farias (RJ) optem por deixar a legenda. O STF decidiu na última quarta-feira (27) derrubar regra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que determinava a perda do mandato dos eleitos pelo sistema majoritário (senadores, prefeitos, governadores e presidente). Os ministros entenderam que os cargos pertencem à pessoa eleita.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...