Política

Saiba como votou cada senador e o que muda com reforma da Previdência

Após apreciação de últimos destaques hoje (23), texto final seguirá para promulgação pelo plenário do Congresso

[Saiba como votou cada senador e o que muda com reforma da Previdência]
Foto : Roque de Sá/Agência Senado

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:00

Aprovado em segundo turno no plenário do Senado ontem (22), o texto-base da reforma da Previdência, teve 60 votos favoráveis e 19 contrários. 

Os senadores também rejeitaram dois destaques (propostas para mudar a redação da proposta), e deixaram para a sessão de hoje (23) a apreciação de outros dois pontos. O texto final seguirá para promulgação pelo plenário do Congresso.

Principal mudança

Hoje é possível se aposentar tanto por idade tanto por tempo de contribuição. De acordo com o site InfoMoney, para trabalhadores do setor privado, a principal mudança que foi aprovada no texto-base é o fim da possibilidade de aposentadoria somente por tempo de contribuição, além da fixação de uma idade mínima para a aposentadoria: 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Atualmente, a idade mínima é de 65 anos para homens e 60 anos para mulheres, com tempo mínimo de contribuição de 15 anos. Hoje quem quer quisesse se aposentar com menos da idade, pode fazê-lo desde que o tempo de contribuição seja de 30 anos para mulheres e 35 anos para homens.

Com a reforma, isso não é mais possível. O tempo mínimo de contribuição passa a ser de 15 anos para as mulheres e de 20 anos para os homens. Se um contribuinte atingir a idade mínima para se aposentar, mas não ter o tempo mínimo de contribuição necessário (65 anos para homem e 62 anos para mulheres), ele se aposentará com um salário mínimo.

Veja abaixo como votou cada senador, com destaque para os baianos:

Acir Gurgacz (PDT-RO)     NÃO
Alessandro Vieira (Cidadania-SE)     SIM
Alvaro Dias (Podemos-PR)     SIM
Angelo Coronel (PSD-BA)     SIM
Antonio Anastasia (PSDB-MG)     SIM
Arolde de Oliveira (PSD-RJ)     SIM
Carlos Viana (PSD-MG)     SIM
Chico Rodrigues (DEM-RR)      SIM
Cid Gomes (PDT-CE)     NÃO
Ciro Nogueira (PP-PI)     SIM
Confúcio Moura (MDB-RO)     SIM
Daniella Ribeiro (PP-PB)     SIM
Dárío Berger (MDB-SC)     SIM
Eduardo Braga (MDB-AM)     SIM
Eduardo Girão (Podemos-CE)     SIM
Eduardo Gomes (MDB-TO)     SIM
Eliziane Gama (Cidadania-MA)     NÃO
Elmano Férrer (Podemos-PI)     SIM
Esperidião Amin (PP-SC)     SIM
Fabiano Contarato (Rede-ES)     NÃO
Fernando Coelho (MDB-PE)     SIM
Fernando Collor (PROS-AL)     NÃO
Flávio Ams (Rede-PR)     SIM
Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)     SIM
Humberto Costa (PT-PE)     NÃO
Irajá (PSD-TO)     NÃO
lzalci Lulas (PSDB-DF)     SIM
Jader Barbalho (MDB-PA)     SIM
Jaques Wagner (PT-BA)     NÃO
Jarbas Vasconcelos (MDB-PE)     SIM
Jayme Campos (DEM-MT)     SIM
Jean Paul Prates (PT-RN)     NÃO
Jorge Kajuru (Cidadania-GO)     SIM
Jorginho Mello (PL-SC)     SIM
José Maranhão (MDB-PB)     SIM
José Serra (PSDB-SP)     SIM
Juíza Selma (Podemos-MT)     SIM
Kátia Abreu (PDT-TO)     SIM
Lasier Martins (Podemos-RS)     SIM
Leila Barros (PSB-DF)     NÃO
Lucas Barreto (PSD-AP)     SIM
Luis Carlos Heinze (PP-RS)     SIM
Luiz do Carmo (MDB-GO)     SIM
Mailza Gomes (PP-AC)     SIM
Major Olimpio (PSL-SP)     SIM
Mara Gabrilli (PSDB-SP)     SIM
Marcelo Castro (MDB-PI)     SIM
Marcio Bittar (MDB-AC)     SIM
Marcos do Val (Podemos-ES)     SIM
Marcos Rogério (DEM-RO)     SIM
Maria do Carmo Alves (DEM-SE)     SIM
Mecias de Jesus (Republicanos-RR)     SIM
Nelsinho Trad (PSD-MS)     SIM
Omar Aziz (PSD-AM)     SIM
Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)     SIM
Otto Alencar (PSD-BA)     NÃO
Paulo Paim (PT-RS)     NÃO
Paulo Rocha (PT-PA)     NÃO
Plínio Valério (PSDB-AM)     SIM
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)     NÃO
Reguffe (Podemos-DF)     SIM
Renan Calheiros (MDB-AL)     NÃO
Roberto Rocha (PSDB-MA)     SIM
Rodrigo Cunha (PSDB-AL)     SIM
Rogério Carvalho (PT-SE)     NÃO
Romário (Podemos-RJ)     SIM
Rose de Freitas (Podemos-ES)     SIM
Sérgio Petecão (PSD-AC)     SIM
Simone Tebet (MDB-MS)     SIM
Soraya Thronicke (PSL-MS)     SIM
Styvenson Valentim (Podemos-RN)     SIM
Tasso Jereissati (PSDB-CE)     SIM
Telmário Mota (PROS-RR)     SIM
Vanderlan Cardoso (PP-GO)     SIM
Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)     NÃO
Wellington Fagundes (PL-MT)     SIM
Weverton (PDT-MA)     NÃO
Zenaide Maia (PROS-RN)     NÃO
Zequinha Marinho (PSC-PA)     SIM

Leia mais:

Senado aprova texto base da reforma da Previdência

‘Não foi nenhuma ação política’, diz Otto Alencar ao votar contra Reforma da Previdência

Após Previdência, governo planeja enviar medidas econômicas ao Congresso

Notícias relacionadas