Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Saúde

Estudo da Prevent não prova que cloroquina funciona contra Covid, admite diretor

Fernando Parrillo também nega proximidade com Bolsonaro e evita criticar sua atuação na pandemia

Estudo da Prevent não prova que cloroquina funciona contra Covid, admite diretor

Foto: Divulgação/Prevent Senior

Por: Metro1 no dia 23 de setembro de 2021 às 08:52

Diretor da Prevent Senior, Fernando Parrillo afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que o estudo feito pela empresa não prova que hidroxicloroquina ajuda no tratamento da Covid-19. A operadora é acusada de usar pacientes como cobaias e de fraudar atestados de óbito.

"Não se tratava de um estudo científico, era um acompanhamento observacional de pacientes, uma planilha das doenças e a evolução. Não foi usado placebo nem duplo cego, não foi randomizado, como se deve fazer em trabalhos desse tipo. Não faria sentido fazer uma pesquisa no meio da pandemia. Somos uma empresa privada, paga para salvar vidas", admitiu Parrilo.

Na conversa com a Folha, o diretor manteve distância de Jair Bolsonaro (sem partido), mas evitou criticá-lo. Afirmou ainda que não tem "nenhuma" ligação com o presidente, ferrenho defensor da cloroquina. "Eu nunca encontrei o presidente nem falei ao telefone com ele. Não me envolvo em política", declarou Parrillo.

Em 17 de abril de 2020, a Prevent Senior divulgou um estudo que provaria a eficácia da hidroxicloroquina associada a azitromicina no tratamento de Covid. Segundo o comunicado da empresa da época, a pesquisa seria publicada em uma revista científica.

Havia a pretensão de influenciar no enfrentamento público da pandemia. O texto dizia que “os resultados sugerem que o tratamento precoce evita uma internação a cada 28 pacientes que iniciaram o protocolo ambulatorial proposto com hidroxicloroquina associada a azitromicina —o que impacta imensamente o sistema de saúde”.

As suspeitas de irregulariadades constam de um dossiê e foram veiculadas pela primeira vez pela GloboNews. De posse da CPI da Covid, o documento aponta que a Prevent omitiu ao menos sete mortes de pessoas tratadas com hidroxicloroquina —medicamento sem eficácia contra o coronavírus.

Estudo da Prevent não prova que cloroquina funciona contra Covid, admite diretor - Metro 1