Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Política

Bruno Reis diz que motocarreata bolsonarista é "inoportuna" e promete agir para evitar transtornos

Ao Metro1, prefeito de Salvador afirmou ser contra qualquer ato político realizado em meio à pandemia

Bruno Reis diz que motocarreata bolsonarista é "inoportuna" e promete agir para evitar transtornos

Foto: Juliana Rodrigues/Metro1

Por: Alexandre Santos e André Uzêda no dia 01 de julho de 2021 às 09:16

O prefeito Bruno Reis (DEM) afirmou nesta quinta-feira (1º) ao Metro1 que, embora não tenha poder de polícia, agirá para coibir eventuais transtornos por ocasião da motocarreata em apoio ao presidente Jair Bolsonaro, prevista para ocorrer nesta sexta em Salvador, durante o feriado do Dois de Julho. O gestor, que recentemente criticou atos a favor do impeachment do presidente, citou o cenário de descontrole da pandemia de Covid-19, doença que continua a provocar elevado número de mortes no país. 

"Sou contra a qualquer tipo de manifestação nesse momento. Acho uma responsabilidade. Da mesma forma que condenei as manifestações que foram realizadas pelos partidos de esquerda, estou me posicionando contrário a essa manifestação. Eu não tenho poder de polícia para impedir. O que eu posso fazer, e irei fazer, é, na parte do trânsito, evitar que essa motociata, como se chama, cause transtornos. Então minha equipe de trânsito vai estar ordenando o trânsito da cidade", declarou o prefeito.

Segundo os organizadores, há a expectativa de que o próprio Bolsonaro e o ministro João Roma (Cidadania)  participem do ato. Ambos, contudo, ainda não confirmaram oficialmente se virão à capital baiana. O evento terá concentração no Dique do Tororó, próximo à Arena Fonte Nova. 

De acordo com Bruno Reis, a gestão municipal soube da mobilização por meio das redes sociais. "Eu não sei dizer se eles comunicaram através de algum ofício. Mas tivemos conhecimento de qual é o trajeto e, nesse trajeto, nós vamos dar suporte ao trânsito da cidade, apara evitar transtornos ao cidadão soteropolitano. Acho inoportuno, poderiam esperar um outro momento", disse o prefeito.

Questionada anteriormente sobre a necessidade de comunicação formal para a realização de manifestações em via pública, a Transalvador já ahavia informado ao Metro1 que, neste caso específico, não é necessária a prévia autorização.

Em uma transmissão de sua live semanal nas redes sociais, o governador Rui Costa (PT) também rechaçou a mobilização bolsonarista, contra a qual prometeu adotar medidas cabíveis

 

Bruno Reis diz que motocarreata bolsonarista é "inoportuna" e promete agir para evitar transtornos - Metro 1